Category Archives: Editorial

Os 24 anos do Público

http://www.publico.pt/hoje#content

http://www.publico.pt/hoje#content

Director do Libération demite-se

O director do LibérationNicolas Demorand, anunciou, esta quinta-feira, a sua demissão na sequência de vários meses de tensões com a redacção, que lhe valeram, inclusivamente, quatro moções de censura. O cenário tornou-se insustentável depois da tomada de posição dos trabalhadores que recusaram, liminarmente, o plano de reestruturação apresentado pelos accionistas.

Num email enviado à redacção, Demorand diz esperar que a sua saída facilite o diálogo entre jornalistas e administração para que o jornal francês, que este ano assinala o 40.º aniversário, possa encontrar o seu caminho.

«Chers tous, ce mail pour vous prévenir que j’ai démissionné ce matin. J’espère de tout cœur que mon départ facilitera le dialogue qui doit être renoué pour sortir le journal de la crise qu’il traverse. J’ai passé à vos côtés trois années enrichissantes, enthousiasmantes et parfois rudes. Je ne les oublierai pas. Je vous souhaite le meilleur. Amitiés»

Disponível em: Nicolas Demorand démissionne de la présidence de «Libération»

«Somos um jornal»

Libération, edição de 8 de Fevereiro de 2014

Libération, edição de 8 de Fevereiro de 2014

Os jornalistas do francês Libération deram um murro na mesa e insurgiram-se contra as intenções dos accionistas que pretendem transformar a redacção do órgão de comunicação social, que este ano comemora 40 anos de existência, numa espécie de espaço cultural e social.

Ao longo de cinco páginas são apresentadas as propostas da nova estrutura accionista, bem como a resposta da equipa de 290 trabalhadores ao projecto de remodelar a sede do jornal em Paris.

Apesar da greve que os trabalhadores cumpriram na última quinta-feira, o novo grupo detentor do título já apresentou o programa de mudança do jornal e pretendem instalar «um espaço cultural, uma área de conferências com estúdio de televisão, uma rádio, uma redacção digital, um restaurante, um bar e até uma incubadora de start up».

Disponivel em: «Nous Sommes un jornal»

Transformações no Porto24

O Porto24 apresentou hoje o novo design do seu portal. A comemorar o seu terceiro aniversário, o ciberjornal de informação regional fez mais do que um simples refresh de imagem: reforçou a opinião, com a angariação de novos cronistas, fez nascer novas secções (Memória) e, ainda, apostou forte nas redes sociais, onde, de resto, foi anunciada toda a transformação, e no multimédia.

O maior destaque talvez seja o espaço «Gozto», num novo directório de produtos e serviços especialmente vocacionado para o comércio tradicional e para os produtos inovadores.

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10152134788563419&set=a.442634078418.243605.287312138418&type=1&theater

Nova imagem do portal http://porto24.pt/

Disponível em: Novo Porto24

O que é que está errado?

Primeiras páginas no dia seguinte à eleição de Cristiano Ronaldo como melhor jogador do Mundo para a FIFA

Primeiras páginas no dia seguinte à eleição de Cristiano Ronaldo como melhor jogador do Mundo para a FIFA

O entupimento das televisões

As televisões portuguesas – todas, sem excepção – viveram o desaparecimento de Eusébio da Silva Ferreira com uma intensidade assinalável, bem patente, aliás, na reformatação das respectivas grelhas de programação  que tinha como objectivo oferecer, a quem acompanhava à distância, todos os pormenores das cerimónias fúnebres do ‘Pantera Negra’.

Aquilo que seria uma atenção mediática especial, totalmente justificável, transformou-se num chorrilho de directos sem sentido, entrelaçados com debates desorientados e imagens da vida de Eusébio repetidas até à exaustão.

Toda a gente exibiu a receita e pões-se de lado o resto da actualidade. Resultam, precisamente daqui, dois textos interessantíssimos sobre as opções das televisões portuguesas que podem (e devem) ser vistos como uma espécie de guia para o que não se deve voltar a repetir.

«Dir-se-ia que os responsáveis de emissão não se apercebem da cacofonia que representa para os telespectadores em geral terem todos os canais, durante um dia inteiro (e amanhã se verá) a ouvir o mesmo dito pelos mesmos».

Disponível em:  Sobre as televisões, na morte de Eusébio

«Foram directos sobre directos, com muitas lágrimas, muita comoção e muitas opiniões sem interesse nenhum, ou repetições de imagens e declarações que os portugueses puderam ver em doses cavalares ao longo de horas e horas, fazendo de Eusébio um homem único sem o qual Portugal não teria existido. E transformando todos os canais numa espécie de “Benfica TV”».

Disponível em:  A morte de Eusébio e a informação televisiva

O falecimento de Eusébio nos jornais

O desaparecimento de Eusébio da Silva Ferreira, aos 71 anos, mereceu o destaque da unanimidade da imprensa portuguesa e europeia. Entre escolhas mais artísticas, como os casos do jornal I e do desportivo Record, ou informativas, como a do Correio da Manhã, os leitores tiveram hoje acesso a verdadeiras edições de coleccionador sobre a vida e os feitos do Pantera Negra.

Generalistas - 6 de Janeiro 2014Desportivo - 6 de Janeiro 2014

A morte de Mandela nos jornais

O The Guardian pegou em 38 primeiras páginas de jornais de todo o mundo para ilustrar a forma como os media noticiaram o desaparecimento de Nélson Mandela.

No que concerne à imprensa portuguesa, a escolha do jornal britânico recaiu no jornal Público (em baixo) – cuja edição de hoje é um autêntico documento para manter nas estantes.

http://www.publico.pt/jornal

http://www.publico.pt/jornal

Todas as primeiras páginas disponíveis em: Nelson Mandela’s death: the newspaper front pages – in pictures

Ao contrário

As comemorações oficiais do 5 de Outubro, dia da Implantação da República, ficaram marcadas pelo hastear da bandeira nacional com o escudo ao contrário.

O Jornal I (e bem,) exercendo um papel interventivo no Espaço Público, aproveitou a ocasião para demonstrar, a quem ainda tinha dúvidas, que, afinal, ainda havia espaço para mais um jornal diário em Portugal, optando por uma primeira página cheia de simbolismo.

 

 

Media & Jornalismo

Weblog dedicado ao estudo do jornalismo funcionará como uma espécie de tubo de ensaio onde serão apresentados casos práticos, textos, reflexões e artigos. O Media & Jornalismo, que resulta do interesse académico e profissional pelas dinâmicas do circulo mediático, nasce do âmbito de estudo da minha Dissertação de Mestrado e pretende ser uma fonte relevante para académicos, profissionais e estudantes.

O autor,

André de Sousa Martins