Category Archives: Mobile

Jornalismo com bolinha vermelha

O espanhol Mediterráneo Digital, que se define como «independente e politicamente incorrecto», publicou, na sua página oficial no facebook, um anúncio de emprego, no mínimo, original para o sector da informação.

Os critérios para o recrutamento do título, que publica edições em Madrid e na Catalunha, são, maioritariamente (ou exclusivamente),….estéticos!

«Eres joven? ¿Eres periodista? Te consideras sexy? Te gusta el deporte? Ponte en contacto con Mediterráneo Digital! Abrimos #CastingReporteras».

Choveram acusações de sexismo e machismo, ainda que, nas 48 horas seguintes à publicação do edital, tenham caído, na caixa de correio do Mediterráneo Digital, mais de 100 candidaturas. Um verdadeiro caso de estudo de abordagem à profissão.

Vanessa Blanco - Nueva reportera de Mediterráneo Digital

Via Clases de Periodismo

O futuro dos media e do jornalismo

Transformações no Porto24

O Porto24 apresentou hoje o novo design do seu portal. A comemorar o seu terceiro aniversário, o ciberjornal de informação regional fez mais do que um simples refresh de imagem: reforçou a opinião, com a angariação de novos cronistas, fez nascer novas secções (Memória) e, ainda, apostou forte nas redes sociais, onde, de resto, foi anunciada toda a transformação, e no multimédia.

O maior destaque talvez seja o espaço «Gozto», num novo directório de produtos e serviços especialmente vocacionado para o comércio tradicional e para os produtos inovadores.

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10152134788563419&set=a.442634078418.243605.287312138418&type=1&theater

Nova imagem do portal http://porto24.pt/

Disponível em: Novo Porto24

RTP aposta na educação

Foi hoje para o ‘ar’ o novo projecto digital da RTP. O Ensina RTP é um agregador de conteúdos vocacionados para o conhecimento, em áudio ou vídeo, já produzidos e a produzir pelo universo RTP, destinado a alunos do ensino básico e secundário.

A iniciativa do grupo público de media arranca com mais de 800 conteúdos disponíveis  e foi concebida para ter um bom desempenho nos acessos através dos vários dispositivos móveis disponíveis (PC, tablet e smartphone).

Redes sociais para jornalistas

O Knight Center for Journalism in the Americas, da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, abriu inscrições para o curso online gratuito «Redes sociais para jornalistas» que decorre  entre 3 de Fevereiro e 9 de Março.

Apesar da denominação, o curso está aberto a profissionais de todos os sectores de actividade, como sublinha Rosental Alves (director e fundador do Knight Center) e, ao longo de cinco semanas, os interessados terão a oportunidade de partilhar experiências com vários profissionais  (reconhecidos) e estudiosos do círculo mediático.  O primeiro a entrar em cena será Ryan Thornburg, da Universidade da Carolina do Norte, seguindo-se Sharif Durhams, do Milwaukee Journal SentinelCraig Silverman, do Spundge e do PoynterDaniel Victor, do The New York Times, e Amanda Zamora, do ProPublica.

Inscrições em: Social media for journalists: the basics

Eusébio campeão de pesquisas

No dia do seu desaparecimento, Eusébio da Silva Ferreira foi um dos temas mais pesquisados na Internet, garantindo, inclusivamente, a liderança em países que pouca (ou nenhuma) tradição têm no futebol.

Segundo a ferramenta Google Trends, que permite perceber as palavras ou expressões mais procuradas pelos utilizadores, a palavra «eusebio» liderou a tabela de pesquisas na Austrália, Bélgica, Holanda, Nigéria, Roménia, Suécia e Suíça.

Acrescem, ainda, o segundo lugar entre os internautas da Alemanha, África do Sul, Canadá, Colômbia, Espanha, França, México, Noruega, Inglaterra e República Checa.

Disponível em: Morreu Eusébio e o Mundo pesquisou «eusebio» via Maisfutebol

O futuro dos media é tecnológico

Afinal, o estrangulamento económico e financeiro que aflige os media noticiosos ainda não atingiu o clímax. A opinião é de Frédéric Filloux que antecipa um agravamento do cenário fruto do contínuo afrouxamento do mercado publicitário que tirará de circulação mais alguns títulos.

Ainda assim, nem tudo é negro. Ao ler o texto assinado pelo director-geral para as operações digitais da Les Echos, o maior grupo de media francês, já se espreita uma luz ao fundo do túnel, perspectivando melhorias resultantes, entre outros factores, do aparecimento de novas estratégias publicitárias e da implementação da política do pay-per-view. 

http://www.mondaynote.com/wp-content/uploads/2014/01/303-J-curve.png?d81f8f

http://www.mondaynote.com/wp-content/uploads/2014/01/303-J-curve.png?d81f8f

«2014 will be the year of media companies realizing they must morph into technology companies — or embrace, one way another, the technologies that guarantee their survival».

Disponível em: Surviving 2014

Apresentado o «Observador»

Foi hoje anunciado formalmente o nascimento de um novo projecto jornalístico exclusivamente online, cujo arranque está projectado para o primeiro semestre deste ano.

O Observador parece uma aposta em contra-ciclo, mas faz sentido se for tido em consideração o crescimento na procura de informação através de dispositivos móveis .

A estrutura accionista do novo ciberjornal contempla os nomes dos empresários António Carrapatoso, Alexandre Relvas, João Talone, Filipe de Botton e Luís Amaral. O antigo director do Público, José Manuel Fernandes, assumirá o cargo de publisher, enquanto David Dinis até agora editor de política do semanário Sol, será o director do Observador que está, actualmente, a recrutar jornalistas, webdesigners e front-end developers.

«O Observador tem um ponto de vista editorial: defende sem ambiguidades a democracia representativa, a economia de mercado e uma sociedade aberta e global – por isso estimulará debates públicos e não hesitará em tomar posição».

Programados para morrer

A Apple vive, hoje, à imagem do seu criador: uma marca inovadora, ambiciosa e da qual é muito fácil gostar devido à postura amigável e qualidade dos produtos/serviços.

Ainda assim, apesar de todo o trabalho de marketing e comunicação que envolve a tecnológica mais adorada do planeta, a empresa de Steve Jobs tem vindo, sucessivamente, a ser confrontada pela opinião pública em virtude das suas decisões mais controversas.

Uma das principais questões centra-se em torno da bateria incorporada em todos os seus dispositivos móveis que conduziu a vários processos judiciais e acusações de obsolescência programada – assunto desenvolvido numa reportagem muito interessante transmitida em Portugal pela SIC. Uma verdadeira viagem ao submundo das marcas.

Obsolescência Programada – Toda a verdade (SIC) Parte 1

Obsolescência Programada – Toda a verdade (SIC) Parte 2

Obsolescência Programada – Toda a verdade (SIC) Parte 4

Parece uma loja Apple mas é uma biblioteca

A abertura de uma biblioteca na cidade de Santo António, no estado do Texas, não teria, por si só, força suficiente para captar a atenção dos media nacionais e internacionais. O caso muda, no entanto, de figura de tivermos em consideração que se trata de um espaço sem …livros!

Ao primeiro olhar parece que se acabou de entrar numa loja Apple, mas, ao fim de contas, trata-se da primeira biblioteca pública totalmente digital dos Estados Unidos da América. O projecto Bibliotech nasceu da cabeça de Nelson Wolff, antigo Major da cidade, custou, aproximadamente, dois milhões de euros e tem, nas suas prateleiras digitais, mais de 2000 ebooks disponíveis.