Monthly Archives: April 2013

A pior profissão do Mundo

Diário de Notícas, 26 de Abril de 2013, página 50, secção DNMedia

Diário de Notícas, 26 de Abril de 2013, página 50, secção DNMedia

O Carrer Cast catalogou o repórter de imprensa como a pior profissão do Mundo, numa listagem em que foram considerados os critérios: salário, nível de stress, prazos, competitividade, risco de vida, exposição ao público, ambiente de trabalho, exigência física além da emocional e probabilidade de contratação.

“O trabalho de repórter de imprensa perdeu o seu brilho nos últimos cinco anos e deverá estar extinto até 2020. O modelo do jornalismo impresso não é sustentável” , Paul Gillin (especialista em media)

Três tipos de jornalistas

Catalogação de jornalista pelo director do jornal Record, Alexandre Pais:

Existem hoje três classes de jornalistas: os puros e duros, que são poucos, os acomodados que são demasiados e os tipos normais que já são alguns. (…) Os puros e duros são aqueles que se consideram o “crème de la crème” da profissão e se julgam no direito de julgar e condenar os outros . (…) Os acomodados são os que trabalham normalmente sem empenho, temem emitir opiniões, não se incomodam com a violência, engolem os insultos e, resignados, desistem de combater pela verdade (…) Os tipos normais são os que abdicaram de trazer a bala na câmara, pronta a disparar à menor provocação ou suspeita, mas se recusam a ignorar os desmandos do poder e a arrogância dos poderosos, e procuram encontrar o equilíbrio entre o que pode e deve ser desvalorizado sem vergonha e o que tem de ser defendido sem hesitações.

Disponível em: “O QUE DISSE BRUNO”

Periodismo en contexto de convergencias

Professores da Universidad Nacional del Comahue, na Argentina, estudaram a rotina jornalística, traçaram o perfil dos profissionais e das redacções e publicaram as conclusões em livro.

Download gratuito:“PERIODISMO EN CONTETO DE CONVERGENCIAS”