Conflito de interesses

O jornalismo desportivo é, muitas vezes, posto em causa por anunciar tudo e o seu contrário, por misturar opinião com informação e, sobretudo, por estar demasiado colado ao entretenimento. Mas há mais: veja-se, por exemplo, o caso da mais célebre jornalista de Espanha: Sara Carbonero.

São vários os episódios, no mínimo, constrangedores na ainda curta carreira da espanhola, mas, talvez, o mais mediático seja o beijo a Iker Casillas (seu namorado) depois da final do Mundial da África do Sul.

Ainda assim, Carbonero não pára de surpreender: um dia antes do clássico entre Real Madrid e Barcelona, a jornalista da Telecinco surgiu a comentar a actualidade do emblema madrileno e confirmou uma quebra no balneário entre José Mourinho e os jogadores.

O episódio não teria nada de espectacular, não fosse a apresentadora a actual companheira do capitão e guarda-redes do…. Real Madrid(!), o que, convenhamos, cria um, enorme, conflito de interesses.

Ainda assim, a culpa não é, unica e exclusivamente, de Sara. Quem a coloca perante semelhante constrangimento não pode ficar inocente. Até porque dá a sensação que, mais importante do que todas as condutas éticas e deontológicas,  são as audiências. E o bom-senso que se dane.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>